O ser Tripartite

|



Durante muito tempo uma coisa intrigou a humanidade, Deus é único? Com o passar dos tempos descobrimos pela revelação da Palavra de Deus que Deus não é único, no sentido de sozinho, Ele é três em um, Ele é somente um Deus, mas não é sozinho. Como assim? Você me pergunta. Deus é triuno, ou seja, três “dentro” de um só, Ele é tripartite, ou seja, se divide em três sem a necessidade de se separar. Como sabemos hoje, Ele é Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo, são três personalidades em uma só. Isso é algo que nossa mente não consegue aceitar com facilidade, devido aos nossos conceitos desse mundo, baseado em nossas leis físicas naturais (as leis espirituais, geralmente, confrontam as nossas leis físicas). Segundo o livro de Gênesis, o homem foi feito imagem e semelhança de Deus. A imagem nos fala da natureza espiritual, das qualidades e da essência, mas a semelhança está justamente no ser tripartite, pois também somos três em um.
Portanto, somos corpo, alma e espírito, diferentes dos animais que segundo a visão cristã não têm alma e sim só corpo e instinto para a sobrevivência (não têm alma pelo fato de não poderem se salvar, porque não há pecado nos animais)

I Tessalonicenses 05:23 - E o próprio Deus de paz vos santifique completamente; e o vosso espírito, e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.

 O Corpo é nossa parte carnal propriamente dita, a matéria orgânica. A Alma é nossa mente onde há as faculdades da emoção, vontade, decisão, raciocínio e livre arbítrio. Nosso espírito é a parte que se comunica diretamente com Deus e o mundo espiritual e é também a essência que nos mantém vivos segundo a Bíblia. Por este motivo não podemos ser homicidas, pois só Deus tem o direito de retirar e/ou dar a vida.

Tiago 02:26 - Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta.



Deus já designou em sua palavra o fim das três partes do homem. Como já é esclarecido a alguns, o corpo retornará ao pó de onde veio. O espírito retornará a Deus, pois saiu dEle mesmo, porque Deus soprou no homem o fôlego de vida, ou seja, o espírito humano. Mas a alma é eterna, portanto, o que será salvo ou condenado é a nossa alma. Dentro deste contexto podemos deduzir que se estivermos no céu ou no inferno saberemos por que estamos lá, devido a nossa consciência e memória estarem na alma e não no corpo ou no espírito. Portanto, como poderemos estar no céu sem saber por que estamos lá? Ou no inferno, como poderemos estar lá sem saber o por quê? Logo a nossa consciência e memória têm que ser preservadas, se assim não fosse a salvação não faria sentido, porque a salvação é uma escolha do livre arbítrio, logo teremos consciência da salvação ou condenação.
Explanando o conceito fundamental, iremos adentrar em um grande dilema atravessado pelo evangelho atual (contaminado), iremos tocar em um assunto de extrema importância para a igreja de Cristo.

Temos ouvido em muitos lugares por aí que o homem é um ser espiritual, o que na verdade pós-pecado deixou de assim o ser. O homem hoje não é espiritual, ele se torna espiritual pela santificação. Por este motivo que na Palavra diz que devemos ser santos e que sem santidade ninguém verá Deus. (I Pe. 01:13-16; Hb 12:14) Portanto antes do homem ser espiritual, ele é alma e antes de ser alma ele é corpo. A ordem não é inversa. Muitas coisas que desejamos na alma provêm de necessidades do corpo, por isso muitos desejos são descritos como desejos carnais. Também, por este motivo, o homem natural não procura Deus naturalmente, tem que haver um esforço, porque na maioria das vezes o homem procura saciar suas vontades do corpo e da alma antes de saciar os desejos do espírito. Quer um exemplo? Fique sem comer e sem beber por uns dias. Desta maneira já vemos a importância do jejum. É uma forma de inverter a escala, Deus está vindo em primeiro lugar antes de você mesmo. Quando estamos espiritualmente saudáveis, devido à santificação, que é a vontade de ser santo, aí sim, nesta etapa, iremos procurar saciar o espírito antes da alma e do corpo, só agora entra o “negue-se a si mesmo”. Nesta hora nos tornamos “homem espiritual” e só ficamos neste estágio se nos mantivermos neste padrão. Então tiramos por lógica e conclusão que o homem é um ser carnal e almático por natureza antes de ser espiritual.

Qual o problema que temos enfrentado nas igrejas então?
É algo notório, a grande maioria dos que se dizem “homens de Deus” acham que são tão espirituais que conseguem sufocar sua alma e corpo de tal forma que tudo que eles dizem ou fazem conclui-se que foi Deus quem mandou, porque esses homens acham que têm uma linha direta com Deus 24hs. O que é uma grande mentira! Em algum momento da sua vida você tomará decisões ou falará algo que provém da alma e não do espírito. Não conseguimos ser espirituais em todo tempo, a carne é fraca lembra? Logo, chegam as frustrações, porque falam às coisas que dizem vir de Deus, dizem que Deus quem mandou, sem Ele ter dito ou mandado nada e Deus não pode cumprir com algo que não disse. Igrejas inteiras são mobilizadas em torno de um projeto que aparentemente é direção de Deus, ser Deus ter mandado coisa alguma. Isso é muito fácil de detectar. Por que se Deus mandar fazer algo, Ele tem e vai cumprir com a parte que lhe cabe, custe o que custar sua eterna vontade tem de ser feita. Mas, se Deus não mandou nada, Ele não tem a obrigação de cumprir. Quer um exemplo, relembre a candidatura de Marina Silva (PV) para a presidência do Brasil em 2009. As igrejas colocaram Marina Silva como a salvadora do Brasil, por ela ser evangélica, e espalharam aos quatro ventos, que era direção de Deus toda a comunidade evangélica votar na mesma. E ai? Se fosse de Deus não haveria de ter se cumprido? Pare e pense, não é errado pensar. Por estes motivos que mencionei vemos em todo canto campanhas que não resultam em nada. Campanhas de cura onde não há cura e a desculpa fica pela falta de fé do povo. Atos proféticos que não resultam em nada, direções que não levam a lugar nenhum, batalhas espirituais que não vencem nada. A igreja é surrada pelo inimigo, é desgastada, fadigada, exaurida praticamente em vão. Por quê? Simples! Puramente atitudes da alma. Quer outro exemplo? Inquisição nasceu do coração de Deus? As cruzadas foram direção de Deus? O pai mandou o filho pródigo para longe ou ele quis ir por conta própria? Consegue enxergar que quando fazemos as coisas por impulso metemos os pés pelas mãos? Isso é o que acontece hoje nas igrejas. Direções dadas por impulsos, não existe mais esperar em Deus, tudo é pra ontem. Dizem: “Deus tem que fazer alguma coisa não é? Não podemos esperar tanto, ou as direções dEle, Ele demora muito para nos responder, então, vamos fazer por nós mesmos”. O famoso jargão evangélico do “estou sentindo no coração que...” é uma das grandes armadilhas de Satanás há muito tempo, pois o coração do homem é enganoso e o inimigo sabe disso, mas parece que a igreja que se diz tão espiritual não tem discernimento suficiente para distinguir a vontade própria da vontade de Deus. (Jr. 17:09-10)
Quando Deus age, ele deixa sua marca, não é questionável, não há confusão. (I Co. 14:33) Os profetas do Antigo Testamento Bíblico eram muito rigorosos com isso, pediam provas para Deus para terem certeza que o que iriam fazer Deus estava assinando. Tinham um medo enorme de fazerem alguma coisa sem a direção de Deus, porque eles sabiam, sem a direção de Deus é encrenca. Sem Deus estamos sujeitos às armadilhas de Satanás, e ele não irá perder a oportunidade. Um exemplo claro de pedir direção de Deus é o exemplo do guerreiro Gideão, leia a história e verá. (Jz. 06:01-40) Todas as vezes que o povo de Israel ou os profetas faziam algo por eles mesmos as coisas davam errado. Perdiam as guerras, eram saqueados, roubados, havia fome, destruição. Resultado: Morte, Roubo e Destruição. Isso não é marca de Deus é marca de Satanás. Consegue perceber que não é difícil detectar as coisas, quando Deus manda meu irmão às coisas acontecem. Deus até parou a rotação da Terra para dar a vitória a Josué, mas fez isso porque Josué estava alinhado com Deus. (Js. 10:06-14)
Hoje quando vou a alguns cultos e vejo quanta alma está sendo derramada, fico perplexo. Deus não comanda mais os cultos de muitas igrejas, há somente alma e mais alma. Vontades e desejos somente de homens, geralmente com propósitos bem definidos nos bastidores. A vontade de Deus tem sido ignorada. Como isso acabará?

 II Timóteo 04:03-04 - Porque virá um tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas.

Vemos irmãos que choram e choram nos cultos, se derretem todos, mas, continuam na mesma vidinha medíocre, no mesmo pecado, cometendo os mesmos erros. Por que meu Deus do céu? Porque só se emocionam, não se arrependem genuinamente. Arrependimento verdadeiro gera lágrimas sim, mas há mudança.

 Provérbios 28:13 - O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia.

A música consegue nos emocionar, isso é lógico e é provado cientificamente. Temos visto nos cultos uma tentativa desesperada dos grupos de louvor de apenas emocionar. Querem porque querem fazer o povo se derreter em prantos. Afinal arrependimento gera lágrimas, como só aquele que está arrependido sabe que está se arrependendo, logo é deduzido que todos aqueles que estão chorando estão sendo tocados por Deus, o que não é verdade. Logo também é deduzido que o ministério de louvor é uma benção, que o ministro de louvor é ungido, e por ai vai. O que também não é verdade. Já conheci inúmeros ministros de louvor que não estavam nem ai para a igreja, para Deus ou para se santificarem. Conheço levitas (termo utilizado para os cantores e músicos do antigo testamento) que vivem vidas totalmente fora dos padrões de um homem de Deus. Levitas totalmente libertinos, outros que queriam até "enfiar a baqueta naquele lugar" quando eram solicitados para tocarem algum hino que não gostavam. Ouvi esse tipo de coisa pelos altares por aí. Fora as brigas e disputas por cargos, títulos e status, que se eu fosse escrever aqui, gastaria muitas e muitas linhas.
Como Deus pode usar pessoas desse tipo? Como um cirurgião pode usar instrumentos sujos? (quem lê entenda) O que vemos por ai nos altares seria realmente o mover de Deus ou somente emoções da alma? Basta olharmos o resultado e teremos as respostas. Se for realmente o mover de Deus, haverá mudança, haverá vida, haverá restauração e permanecerá. Se forem emoções, pode até haver choro, mas não há mudança e logo se vai. De tanto falsos choros e falsos arrependimentos vistos recentemente somos obrigados a ouvir dos ateus que aqueles que confiam em Deus, são na verdade, um bando de loucos que querem colocar a culpa em alguém e não em si mesmos. Por este motivo existe um Deus (ou Satanás) a qual eles podem colocar toda a culpa.
 Os pastores, bispos, levitas, diáconos e afins deveriam atentar mais para o que está escrito ali em Ezequiel 34:01-31 e em Jeremias 14:10-22.

 Ezequiel - Veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Filho do homem profetiza contra os pastores de Israel; profetiza, e dize aos pastores: Assim diz o Senhor Deus: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não devem os pastores apascentar as ovelhas? Comeis a gordura, e vos vestis da lã; matais o cevado; mas não apascentais as ovelhas. Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu estou contra os pastores; das suas mãos requererei as minhas ovelhas, e farei que eles deixem de apascentar as ovelhas, de sorte que não se apascentarão mais a si mesmos. Livrarei as minhas ovelhas da sua boca, para que não lhes sirvam mais de pasto. Vós, ovelhas minhas, ovelhas do meu pasto, sois homens, e eu sou o vosso Deus, diz o Senhor Deus.

Jeremias - Então disse eu: Ah! Senhor Deus, eis que os profetas lhes dizem: Não vereis espada, e não tereis fome; antes vos darei paz verdadeira neste lugar. E disse-me o Senhor: Os profetas profetizam mentiras em meu nome; não os enviei, nem lhes dei ordem, nem lhes falei. Visão falsa, adivinhação, vaidade e o engano do seu coração é o que eles vos profetizam. Portanto assim diz o Senhor acerca dos profetas que profetizam em meu nome, sem que eu os tenha mandado, e que dizem: Nem espada, nem fome haverá nesta terra: Â espada e à fome serão consumidos esses profetas. E o povo a quem eles profetizam será lançado nas ruas de Jerusalém, por causa da fome e da espada; e não haverá quem os sepulte a eles, a suas mulheres, a seus filhos e a suas filhas; porque derramarei sobre eles a sua maldade.

Falam em nome de Deus sem Deus ter falado, pregam direções de Deus sem Ele ter direcionado, louvam como se fosse para Deus, mas querem somente saciar suas próprias vontades. Tosam a lã das ovelhas, lhes roubam a gordura e depois as deixa no frio e com fome, achando que estão sendo cuidadas, mas, estão sendo saqueadas e usadas.
Então fica aqui registrado. Tome muito cuidado você que freqüenta alguma igreja, tome cuidado antes de direcionar algo para alguém em nome de Deus, sem Ele ter mandado. Até mesmo você, que lê, não faça nada, não tome nenhuma decisão importante, sem antes consultar a Deus. Lembre-se nós somos alma antes de espírito. Se Eva tivesse consultado Deus antes de comer do fruto, talvez hoje a raça humana fosse diferente. Temos visto somente morte, destruição e desgraça nos noticiários porque os homens não consultam Deus para suas decisões. Minha esperança é que quando Deus estiver mesmo no controle da raça humana, haverá vida, restauração e paz. Mas, para isso acontecer o homem tem que querer, ardentemente, ser espiritual e não confiar em si mesmo. Principalmente não aceitar qualquer direção, dada por qualquer pessoa em qualquer igreja já confiando que seja direção de Deus. O famoso jargão “meu irmão você terá um grande ministério... você falará para multidões...” isso nem sempre é real e acontece para poucos, se assim não fosse, teríamos hoje um monte de pastores que aglomerariam multidões todos os dias, o que todos nós sabemos que não acontece porque não ajuntam nem os da própria casa. Vemos por ai muitos escândalos devido a decisões, independentes, de homens, cheios de si mesmos, alegando ter um telefone vermelho com Deus e que já se acham até semideuses. Deus não fez o homem para ser independente e sim para ser dependente dEle, o Alfa e o Omega, o Primeiro e o Último.
A igreja hoje precisa ser mais racional, pensar, buscar, provar, até ter certeza que foi Deus quem disse ou mandou fazer algo.
Lembre-se sempre: Corpo, Alma e Espírito. Sempre será assim, enquanto vivermos aqui nessa terra. Por favor, não tente inverter as coisas, Deus já determinou que é assim e será assim até a raça humana acabar.
Se você é um pregador, um evangelista, um levita ou algo do tipo, preste muita atenção a estes detalhes: Quando Deus faz não há dúvida, os homens falham. Deus? Jamais!!!
 

Isaías 43:13 - Eu sou Deus; também de hoje em diante, eu o sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; operando eu, quem impedirá?

Efésios 04:11-15 - E ele deu uns como apóstolos, e outros como profetas, e outros como evangelistas, e outros como pastores e mestres, tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, ao estado de homem feito, à medida da estatura da plenitude de Cristo; para que não mais sejamos meninos, inconstantes, levados ao redor por todo vento de doutrina, pela fraudulência dos homens, pela astúcia tendente à maquinação do erro; antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo.

Autor:
Wagner Bortoletto
© copyright-2011

1 Comentário:

Henrique Bene disse...

Infelizmente grande parte daqueles que se encontram nas igrejas estão mais preocupados com o que os outros pensarão se nada sentirem ou fizerem caso nada aconteça quando o pastor passar a mão em suas cabeças e manifestar seu "poder" do que seguir o exemplo de Jesus. Deus não precisa do nosso dinheiro, ele precisa de nosso exemplo como verdadeiros filhos.

Fora da igreja fica ainda pior, mostram uma roupa e uma máscara para a sociedade, mas seus pensamentos, intenções, palavras e atos jamais poderão ser escondidos de Deus.

Por isso, de que adiantaria fingirem ser uma coisa e por trás prejudicarem tantos irmãos!? Sim digo irmãos porque Deus é piedade pura, mas as pessoas são pessoas, têm limitações e têm muito a aprenderem e se policiarem na conduta que trará felicidade a Deus e a si próprios.

Por fim, deixemos a hipocrisia de lado e reflitamos ao nos pormos na pele de nossos irmãos quando de alguma forma os prejudicamos e na pele do Cordeiro quando precisamos tomar alguma decisão, o que Jesus faria numa situação dessas!?

Se agirmos com a consciência tranquila e pensando também no próximo a exemplo de nosso irmão maior, estaremos seguindo aos dois mandamentos de Deus lembrados por Jesus: Amar Deus acima de todas as coisas e amar ao próximo como a si mesmo.

Postar um comentário

 

©2009 Nazireus Gaditas | Template Blue by TNB